Select Page

Eu estou tão animada em dividir esse momento! E sou sincera quando digo que eu não sabia direito o que esperar da Islândia. Ok, a tradução do nome do país em inglês é “terra do gelo”, então claro que eu tinha essa dica sobre o clima. Porém, mesmo com o tanto de pesquisa que eu fiz antes de chegar lá eu fui surpreendida o tempo todo. Por Reykjavik, pela comida, pela natureza e até pelas pessoas.

Aeroporto para Reykjavik

Nascer do sol Reykjavik

Depois de acordar na madrugada, corri para o aeroporto de Manchester para pegar o voo às 6am em direção à Reykjavik. Em menos de 3 horas eu cheguei na cidade gelada de ar tão fresco que parecia crocante ao bater nos dentes. São 45min num ônibus (com WiFi) do aeroporto para a cidade. Tudo é muito organizado para os turistas, o ônibus me deixou na porta do Kerno Apartments onde fiquei hospedada. Não sei nem se posso chamar de hotel… era tipo um apartamento de um quarto mesmo, com sala, cozinha e tal. Preciso contar que fiquei me sentindo local depois de saber que a cantora Björk mora logo ali, quatro quadras em direção ao oceano — e que só existia uma opção de supermercado entre eu e ela. Ou seja, migas.

Supermercado em Reykjavik

Comida típica Islândia

Mokka Kaffi Reykjavik

Foi bom até eu tocar nesse assunto supermercado já que eu nunca fui numa cidade tão cara em minha vida. Cara do tipo – a opção barata não existe. O PF (peixe, arroz, verduras) custa em média 30 dólares, então eu amei ter a opção de ir ao supermercado e cozinhar. Mas não deixei de experimentar hambúrguer de veado, sopa de cordeiro, o tal do PF (pense num peixe fresco!). E claro, inclui umas paradinhas para café – com muito marzipã para acompanhar!

Nessa época do ano são apenas quatro horas de luz por dia. Só amanhece depois das 11am e o entardecer começa antes das 4pm da tarde. Foi importante ter planejado uma programação para a noite de Reykjavik. Ir para o show do Sigur Rós (banda islandesa) bem ali na Harpa foi perfeito para uma primeira apresentação da cidade. A Harpa é uma obra de arte, moderna, design elegante e simples, tão grande, assim tudo alto, espelhado. A iluminação vai mudando de levemente mais claro para levemente mais escuro. E o show, eu nem tenho palavras, eu me senti uma das pessoas mais sortudas do mundo. A voz do Jónsi já embalou muito dos meus sonhos e dessa vez não foi diferente… só que eu tava ali vivendo.

 

Xx